E quando agente briga?

Aliás qual ser humano não briga ou não pensa diferente do outro? Sei que nessa briga, fomos um pouco mais amargos nas palavras e palavras ouvidas assim são difíceis de engolir. Somos diferentes eu sei, mas somos melhores juntos do que separados. Somos melhores aprendendo um com o outro, do que desaprendendo separados. 
Não sei brigar, não aprendi. Sei ouvir, sei ter paciência (acho que as mulheres aprendem isso antes de aprender a brigar). Mas quando brigo, ai brigo mesmo, desço do salto, vou onde for preciso, só pra brigar! E quero ganhar, junto tudo que posso argumentar e nem adianta tentar me convencer com lero-lero, porque antes de tentar ganhar esta briga, eu já engoli as palavras amargas, então agora ou brigamos e eu venço ou brigamos. Só tem um detalhe pequeno nesta briga que faz muita diferença, o casamento, porque eu não casei pra ganhar nenhuma briga, muito menos pra brigar. Casei pra vencer, mas vencer o dia-a-dia, as dificuldades, a rotina e tantas outras que ainda vamos vencer. Por isso quando terminamos de brigar, você e eu, só olhamos um pro outro. E você estende a mão seguido de um abraço forte como quem diz, me desculpe, para que nesse instante o mundo pare e nesse instante agente saiba, que bom que agente briga. (Lu Moraes)



0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...