Sangue do meu sangue


Ter um filho é ter alguém do mesmo sangue e, acima de tudo, dar o sangue por alguém.
Essa é uma verdade: a gente dá o sangue pelo filho da gente. E isso começa na amamentação. Porque amamentar dói e a gente sangra quando amamenta.
É claro que essa não é uma regra, mas, para mim, essa foi a primeira situação em que deu meu sangue para meu filho.
Tenho certeza de que não foi em vão. Hoje ele está gordinho, com bochechas rosadas e saudável.
Amamentar não é fácil, mas é muito compensador e prazeroso. Aconselho.

Flávia Gobbi
Colunista convidada

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...